Juiz de Fora-MG  -  domingo, 22 de outubro de 2017  

Guarará




Praça em Guarará

No dia 20 de julho de 1828, Domingos Ferreira Marques e sua mulher D. Feliciana Francisca Dias, perante as testemunhas João Gomes de Oliveira e Laureano Rodrigues de Queiroz, doaram 40 alqueires de terras para a criação de um Curato, que se denominou do “Divino Espírito Santo”. Constituiu-se então uma capela-mor, em torno da qual, aos poucos se foi desenvolvendo o arraial que mais tarde se chamou Espírito Santo de Mar de Espanha.

Conquanto Guarará não seja, ainda hoje servida por vias ferroviárias, assegura a tradição que no passado, foi a aproximação dos trilhos da Estrada de Ferro União Mineira, hoje Estrada de Ferro Leopoldina, o fator preponderante no seu desenvolvimento. Chegados os trilhos ao local denominado “Taboas”, toda região entrou em progresso. Com a evolução das cidades vizinhas, os moradores de Espírito Santo de Mar de Espanha entraram a pleitear o desmembramento do município de Mar de Espanha, o que conseguiram por influência do comendador Francisco Joaquim de Noronha e outras pessoas de prestígio. Com a proclamação da República, nomeado pelo Governo Provisório o Sr. Crispim Jaques Bias Fortes pelo decreto número 278, de 05 de dezembro de 1890, foi criada a “Vila do Guarará”, desmembrando-se de Mar de Espanha e lhe sendo agregados cinco distritos: Guarará, Forquilha, Maripá (antigo Córrego do Meio), Bicas e Santa Helena.

Por inspiração e proposta do vereador Padre Manoel José Corrêa, anos depois a vila passou a denominar-se Vila do Espírito Santo do Guarará. O Topônimo Guarará é de origem indígena, e há divergências quanto ao seu significado; para uns é “tambor usado pelos índios gentios”, para outros como Basílio Caetano (citado por Teodoro Sampaio) “manhoso”, “investigador”.

O topônimo atual é Guarará, simplesmente em virtude do Decreto Estadual n° 343, de 22 de janeiro de 1891. O Município foi emancipado em 05/12/1890, mas a então Vila foi instalada no dia primeiro de fevereiro de 1891, na residência em Guarará do Barão de Catas Altas, compondo-se do distrito da sede de Bicas, (que estava nascendo) e de Maripá, antigo “Córrego de Meio”.

A cidade de Guarará ocupa uma área de 89 km².

Sua população atual de acordo com o censo 2010 é de 3.932 habitantes.

 

Fonte: IBGE, Prefeitura Municipal de Guarará.

 

Tempo em Guarará:

Clique na imagem para mais detalhes

 


voltar
Compartilhe: