Juiz de Fora-MG  -  terça, 17 de outubro de 2017  

História do Colégio Stella Matutina




Antiga Fachada do Colégio Stella MatutinaAntiga Fachada do Colégio Stella Matutina

A história do colégio inicia em 8 de setembro de 1902, quando as Irmãs Missionárias Servas do Espírito Santo fundaram em Juiz de Fora a primeira casa da Congregação no país: o Colégio "Stella Matutina".

A instituição funcionou primeiro em um antigo sobrado branco, em frente à Santa Casa de Misericórdia. As primeiras aulas tiveram início em janeiro de 1903 e incluíam trabalhos manuais, estudos de música e pintura ministrados pelas irmãs. O Colégio funcionava em regime de internato e externato feminino.

Em 1905 o Colégio, com mais de 100 alunas, passou a funcionar numa outra construção antiga, próxima a Catedral Metropolitana.
Em 1913 teve início a construção de um novo prédio, que, por desejo das freiras, foi encomendado ao arquiteto francês reverendo Arthur Hoyer, e era uma réplica exata da casa central da Ordem, originária da Alemanha e com sede na Holanda.
Em 1916, começou a atuar na formação de professores e foi equiparado à Escola Normal Modelo de Belo Horizonte.
No ano seguinte, no dia 8 de setembro de 1917, o novo prédio na Avenida Independência é inaugurado.

O prédio tinha detalhes arquitetônicos de requinte, como os portais de madeira entalhada. A capela foi construída em 1926, também em gótico, estilo medieval que predominou na Europa do século XII ao XVI.

Antigo prédio e capela do colégio stella matutina.Antigo prédio e capela do colégio stella matutina.

Considerado um dos marcos da educação em Juiz de Fora, o colégio enfrentou problemas, especialmente a partir da década de 60, quando teve parte de seu terreno desapropriado para a abertura da Avenida Independência, a medida fez com que a Avenida cortasse o Colégio ao meio, passando no meio do pátio. O colégio também teve dificuldades de adaptação às mudanças no sistema de ensino e à infraestrutura exigida pelo Ministério da Educação (praça de esporte, laboratórios).

Sem condições financeiras para reformar o prédio, as freiras encerraram o internato e resolvem vender o colégio e a capela para construir um novo prédio na parte do terreno que havia sobrado na Independência. O antigo prédio do colégio foi vendido em 1972 a um empresário de uma rede de lojas de calçados, para fins imobiliários, sua demolição aconteceu em 1978, em meio à discussão sobre a autenticidade do valor arquitetônico de uma imitação do gótico e da importância histórica do prédio para a cidade.

Em seu lugar foi erguido um edifício de salas e escritórios, o Stella Central. A capela foi vendida em 1976 a um empresário do ramo de vidraçaria, que a transformou em galeria de arte(uma das maiores do mundo), onde eram promovidas exposições e cursos. No subsolo, onde antes funcionou o salão paroquial, instalou uma vidraçaria e uma fábrica de molduras. Funcionou assim por 10 anos até que foi vendida e demolida no início de 1986.

O Colégio instalado na Avenida Independência, continua sua missão pautada nas bases da Filosofia Humanista Libertadora. Atende alunos de várias religiões e conta com uma infraestrutura completa e cursos extracurriculares.


Localização: Av. Pres. Itamar Franco(Antiga Av. Independência), 905 - Centro - Juiz de Fora - Minas Gerais - Tel. (32) 3215-1035

Página web: www.stellamatutina.com.br

 


voltar
Compartilhe: