Juiz de Fora-MG  -  segunda, 26 de junho de 2017  

Museu Ferroviário de Juiz de Fora




Prédio do Museu Ferroviário.Prédio do Museu Ferroviário.

O Museu Ferroviário é uma grande conquista para a memória de Juiz de Fora. Seu acervo, exposto de forma dinâmica e moderna, é um recurso pedagógico para as escolas e uma atração turística em ponto privilegiado – o conjunto arquitetônico da Praça da Estação.

O Museu Ferroviário de Juiz de Fora, funciona na antiga sede da Estrada de Ferro Leopoldina, que foi construída para substituir a primeira estação, inaugurada no final do século XIX. No prédio feito em padrões ecléticos, prevalecem em sua fachada diversos elementos da arquitetura clássica, como frontões triangulares, pilastras no pavimento superior; janelas e portas do térreo encimadas por bandeiras em arco pleno. A técnica de construção empregada é a alvenaria de tijolos maciços, laje de concreto armado entre os dois pavimentos e telhado em estrutura de madeira, coberto com telhas francesas.

Em seu projeto original, no pavimento térreo funcionavam a sala do agente e do telégrafo, os sanitários, a sala das senhoras, o armazém e o bar. No andar superior havia a casa do agente da estação. Ao longo dos anos, o prédio sofreu várias reformas que modificaram a concepção original.

No ano de 1977, o prédio da Estrada de Ferro Leopoldina ganhou dois corpos laterais no pavimento superior, onde localizavam-se os terraços da casa do agente. Na mesma reforma, a maioria das portas de acesso externas foram transformadas em janelas, a escada para o pavimento superior foi eliminada, uma nova escada foi construída no hall principal e as divisões internas foram totalmente reformuladas.

Em 1985, uma nova obra de adaptação foi implementada, quando o prédio passou a abrigar o Núcleo Histórico Ferroviário, criado para preservar a memória da ferrovia em Juiz de Fora. No térreo, foram ambientadas as salas de exposição do acervo ferroviário, enquanto no pavimento superior foram instalados o Centro de Documentação, a Sala de Exposição Temporária, a Galeria de Arte e a Administração do Núcleo.

Em 1999, por meio de um convênio celebrado entre a Rede Ferroviária Federal S.A.(RFFSA) e a Prefeitura de Juiz de Fora, a Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage(Funalfa) assumiu a administração do espaço, que passou a se chamar Museu Ferroviário de Juiz de Fora.

O prédio do Museu Ferroviário passou por novas intervenções, como a troca do piso, pintura, conservação e restauração de peças, reforma do anfiteatro, além de ganhar telas de proteção e jardins. O acervo foi reorganizado e disposto de forma didática. Em agosto de 2003, depois do processo de revitalização e modernização, o Museu Ferroviário foi reaberto ao público.

O conjunto arquitetônico e paisagístico das Estações da Central do Brasil e da Estrada de Ferro Leopoldina e o acervo do Núcleo Histórico Ferroviário são tombados pelo IEPHA – Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais.

Horários de visitação: de segunda a sexta das 09h às 17h

Localização: Av. Brasil, 2001 – Centro. Telefone: (32) 3690-7055

Acesse a Galeria de fotos do Museu Ferroviário de Juiz de Fora:


voltar
Compartilhe: