Juiz de Fora-MG  -  quarta, 23 de agosto de 2017  

Chiador




Presume-se que por volta de 1842, deve ter chegado aqui, à busca de terras para cultura, o português Antônio Joaquim da Costa, acompanhado de sua família e grande número de escravos, tendo partido da Vila de Barbacena. O desbravador instalou-se na a Fazenda da Serra da Arriba nas proximidades das matas que margeavam o rio Paraíba. Construída a primeira capela, foram os escravos autorizados a erguer, à volta dela, seus ranchos, formando-se o povoado Santo Antônio dos Crioulos.

A ocupação das terras ocorreu logo que o fazendeiro Antônio Joaquim da Costa alforriou inúmeros escravos concedendo-lhes glebas de terrenos para o plantio de lavouras e derrubadas de matas. Novos pioneiros aportaram ao lugarejo que se desenvolvia, graças também à pecuária que tomava vulto. Veio a seguir, a estrada de ferro (Central do Brasil), propiciando o escoamento da produção local e recebimento de mercadorias diversas, implantando-se as indústrias de laticínio e cerâmica e o comércio ativo com o Rio de Janeiro. O povoado cresceu e emancipou-se de Mar de Espanha em 1953, transformando-se na atual cidade. É banhado pelos rios Paraibuna e Paraíba do Sul.

Razão do atual nome: consta que a estação da ferrovia fica próximo a uma corredeira do rio Paraíba, que produz um "chiado" perene. Daí o topônimo "Chiador".

A cidade de Chiador ocupa uma área de 253km².

Sua população atual de acordo com o censo 2010 é de 2.785 habitantes, e a economia é baseada na agropecuária.

 

Fonte: IBGE

 

Tempo em Chiador:

Clique na imagem para mais detalhes

 


voltar
Compartilhe: