Juiz de Fora-MG  -  sexta, 20 de outubro de 2017  

História do Colégio dos Santos Anjos




Castelo do colégio Santos Anjos em 1967.Castelo do colégio Santos Anjos em 1967.

A "Congregação dos Santos Anjos" veio de uma cidade vizinha: Mar de Espanha, onde permaneceu por sete anos. Por problemas políticos, as religiosas dos Santos Anjos preferiram deixar a cidade. Quarenta alunas acompanharam as Irmãs, permanecendo, como pensionistas(alunas internas).

Juiz de Fora não era o local onde pretendiam se estabelecer, a intenção era partir para Belo Horizonte. Dom Justino, Bispo de Juiz de fora e, consequentemente de Mar de Espanha, convidou-as a transferir a Escola para Juiz de Fora.

O Colégio em Juiz de Fora foi fundado em 1946, quando Madre Maria Blandina, acompanhada das irmãs de sua comunidade, chegam a Juiz de Fora.
O decreto nº 2186/46, do Governo do Estado de Minas Gerais, transfere de Mar de Espanha para Juiz de Fora, a Escola Normal dos Santos Anjos.

A Chácara das Palmeiras, propriedade dos Revmos Padres Jesuítas, para quem havia sido doada por diversas famílias juiz-foranas para a fundação de um colégio, como não iriam fundar o colégio naquele momento, não se oporão à estada dos Santos Anjos em sua propriedade, até que encontrassem local para seu estabelecimento definitivo em Juiz de Fora.

Fevereiro já terminava e do encaminhamento a aprovação pelo Estado, dos papéis e plantas que garantissem a segurança da nova instalação dependia o funcionamento da Escola, naquele ano letivo de 1946. Em menos de 72 horas o processo foi despachado e em março de 1946 começava a funcionar a Escola Normal dos Santos Anjos, em Juiz de Fora.

Ainda na Chácara das Palmeiras em 1947, com a Reforma do Ensino Normal, para Segundo Grau, foi requerido reconhecimento do Curso Ginasial - primeiro grau - o que se conseguiu em 26 de julho de 1947.
Com o progresso do colégio em Juiz de Fora, era preciso pensar na construção de um prédio para a instalação definitiva da Escola.
A casa atual já não comportava as salas de aula e dormitórios sendo necessário alugar outro prédio para acomodação das alunas internas. A família Geraldo Rodrigues Vale, durante dois anos, emprestava parte de sua moradia, para dormitórios.

No dia 19 de março de 1948, a escritura da então Chácara Teixeira Leite, foi passada para a Congregação dos Santos Anjos.
O casarão em forma de castelo, embora grande e bem conservado, não satisfazia as exigências requeridas pelo Departamento de Ensino Secundário, e não comportava um número elevado de alunas, razão que levou a Congregação a edificar o novo pavilhão com três pavimentos. A pedra fundamental desta primeira ala, foi lançada no dia 08 de agosto de 1948, com bastante solenidade.
Dez anos depois, nova ala foi construída e dessa vez, ocupando o pavimento superior, uma bela capela e no segundo pavimento, o grande auditório do colégio.
O castelo foi então reformado e conservou o mesmo estilo, as mesmas grades, os mesmos estuques em florões. Como sentinela, a estátua do Anjo da guarda tomou lugar central na área de entrada do castelo.
Jardins, parques infantis e alamedas foram construídas. A ampliação do pátio para o recreio e pista de jogos, exigiu que uma boa parte da montanha fosse removida.

O colégio oferece atualmente ensino infantil, fundamental e médio, e possui capela, biblioteca, auditório, sala de ciências, quadra de esportes, horta e parque.

Localização: Av. Garibaldi Campinhos, 170 - Vitorino Braga - Juiz de Fora-MG - (32) 3228-8300.

Página Web: http://www.santosanjosjuizdefora.com.br/

 


voltar
Compartilhe: